Universidade Aberta integra consórcio do projeto CHIC



O Núcleo do INESC-TEC (INESC-TEC/UAb) e o Polo do Centro de Investigação em Artes e Comunicação (Polo CIAC-UAb), da Universidade Aberta (UAb), integram a equipa de excelência do projeto Mobilizador CHIC – Cooperative Holistic View on Internet and Content, aprovado em julho último com um investimento de mais de 9,5 milhões de euros.

Liderado pela empresa MOG TECHNOLOGIE S.A. e com uma duração de 36 meses, o projeto reúne um consórcio alargado composto por 14 empresas e uma entidade sectorial (Associação Gestora do Pólo/Cluster), oriundas dos principais setores da indústria nacional e ainda nove entidades do sistema científico. Tem como principais objetivos desenvolver, testar e demonstrar um conjunto alargado de novos processos, produtos e serviços com impacto significativo no setor do audiovisual e multimédia, mas que, pela sua natureza, terão efeito mobilizador noutros setores importantes da cultura tal como o património cultural, os arquivos, os livros e publicações ou as artes do espetáculo, outros domínios muito relevantes em que se inserem alguns dos pilotos desenvolvidos.

É na angariação de projetos de investigação, sobretudo aqueles de natureza semi-industrial, que se mede o grau de aceitação das competências científicas e tecnológicas das equipas envolvidas e, nomeadamente, as existentes na UAb, por parte das entidades financiadoras mas, sobretudo, das empresas envolvidas. A UAb, pelo Polo do CIAC-UAb, é representada pelos Professores Adérito Fernandes Marcos (coordenador do Polo) e Elizabeth Carvalho; e pelo INESC-TEC/UAb, Leonel Morgado, coordenador do núcleo.

O Projeto vai ser desenvolvido em várias PPS (Produtos, Processos ou Sistemas) que integram plataformas abertas de gestão da produção e distribuição de conteúdos digitais na cloud e a gestão de conteúdos pertencentes ao património cultural nacional com base em sistemas abertos de preservação e interação, nomeadamente através da PTAPNC (Plataforma tecnológica de apoio ao Plano Nacional de Cinema), da NVDCTP (Novas Plataformas de Difusão de Conteúdos na área do Turismo e Património) e da ILN (Interfaces em linguagem natural para navegação online e em sistemas de distribuição por cabo). Outro PPS envolve a criação, produção e consumo de conteúdos, com enfoque na Qualidade de Serviço e Experiência, com recurso a ambientes imersivos e de muita alta definição. Trata-se da criação de um conjunto de serviços e plataformas necessários para proporcionar a produção e distribuição de novas formas de consumo de conteúdos, promovendo a qualidade dos serviços e da experiência de consumo.

25 de setembro, 2017



Candidaturas 2019 | Resultados


Agenda das Provas Públicas

Provas Públicas


UAb na Imprensa


Materiais Promocionais UAb