Mobilidade de Estudantes

O Erasmus+ oferece aos seus estudantes a possibilidade de efetuarem um período de estudos numa Instituição de Ensino Superior (IES) europeia, com pleno reconhecimento académico, ou um estágio curricular ou profissionalizante tanto numa IES como numa empresa europeia.

Todos os estudantes da Universidade Aberta (UAb) podem manifestar o seu interesse em participar no programa Erasmus+, incluindo os estudantes que já participaram no passado. O mesmo estudante pode participar em períodos de mobilidade que totalizem até 12 meses de mobilidade física por cada ciclo de estudos.

Os estudantes de 1.º, 2º ou 3º ciclos podem beneficiar das seguintes mobilidades:

  • estudar numa universidade europeia, entre 3 e 9 meses (Student Mobility for Studies – SMS);
  • fazer um estágio curricular ou extracurricular numa empresa ou numa organização, pública ou privada, ativa no mercado de trabalho ou nos domínios da educação, da formação e da juventude, entre 2 a 12 meses (Student Mobility for Traineeship – SMT);
  • fazer um estágio profissional logo após conclusão do curso, até 1 ano depois da data de graduação, entre 2 a 12 meses (SMT).

Os estudantes de doutoramento podem realizar uma mobilidade para estudos e/ou estágio de curta duração entre 5 e 30 dias.

É possível combinar uma mobilidade para estudos com um período complementar de estágio.

Os estudantes podem usufruir duma mobilidade Erasmus+ por ciclo de estudos.

Os estudantes que desejem efetuar uma mobilidade Erasmus+ têm de ter a sua conta-corrente regularizada na Universidade Aberta (UAb).
Os estudantes de 1.º ciclo têm ainda de ter completado 60 ECTS.
As propinas são pagas na UAb, nada havendo a pagar à universidade de acolhimento.
Na qualidade de estudante Erasmus+, pode também receber uma bolsa de mobilidade para apoio nas despesas de viagem e de alojamento/alimentação decorrentes do facto de o período de estudo/estágio decorrer no estrangeiro. 90% desta bolsa é atribuída antes da mobilidade. Os restantes 10% são transferidos após o preenchimento do relatório Erasmus.

Os estudantes que se candidatem a uma mobilidade ficam automaticamente elegíveis para receber uma bolsa.
Caso não seja atribuída bolsa, podem usufruir do período de mobilidade na mesma, na instituição de acolhimento, com “bolsa zero”. Nesta situação, continuam a beneficiar de todas as condições e direitos de participação no Programa Erasmus+ (isto é, o não pagamento de propinas na instituição de acolhimento e acesso aos serviços da mesma durante o período de mobilidade).

O valor das bolsas é definido pela Comissão Europeia e pela Agência Nacional Erasmus+, em função de três grupos de países, de acordo com o custo de vida nos mesmos:

1. Consultar a lista de Acordos Interinstitucionais Erasmus da Universidade Aberta (UAb) e verificar quais os acordos que referem a sua área de estudos;

2. Definir o(s) semestre(s) de permanência no estrangeiro, tendo em atenção as datas de candidatura definidas pela instituição de acolhimento. É importante não esquecer que o período não pode ser inferior a 2 meses, nem superior a um ano académico;

3. Preencher a ficha de candidatura para saída de estudantes e enviar para o Gabinete de Comunicação e de Relações Internacionais (GCRI) – gcri@uab.pt;

4. Após a aprovação da candidatura, são preparados 2 documentos:

  • O contrato de estudos, no qual são definidas as equivalências entre as unidades curriculares da UAb e as da instituição de acolhimento; o contrato é submetido online na plataforma OLA;
  • O contrato Erasmus+ que estabelece a atribuição da bolsa; os estudantes com necessidades especiais podem candidatar-se a apoio financeiro atribuído pela Agência Nacional Erasmus+;

5. Para efeitos de pagamento da bolsa Erasmus+, enviar ao GCRI os seguintes dados:

  • número de identificação fiscal (NIF);
  • número de identificação bancária (NIB).

1. Procurar uma instituição de acolhimento (universidade, empresa, etc.), e entrar em contacto para saber se aceitam a sua proposta de estágio (a página Ligações Úteis Erasmus disponibiliza links para sites que ajudam nessa tarefa);

2. Preencher a ficha de candidatura para saída de estudantes e enviar para o Gabinete de Comunicação e de Relações Internacionais (GCRI) – gcri@uab.pt;

3. Após a aprovação da candidatura, são preparados 2 documentos:

4. Para efeitos de pagamento da bolsa Erasmus+, enviar ao GCRI os seguintes dados:

  • número de identificação fiscal (NIF);
  • número de identificação bancária (NIB).

Na Universidade Aberta, as épocas de candidatura preferenciais são:

  • junho, para o primeiro semestre;
  • novembro, para o segundo semestre.

A Comissão Europeia disponibiliza cursos online, nas línguas comunitárias, de forma gratuita. Apesar de não ser obrigatório, os estudantes escolhem normalmente a língua que será utilizada para estudar ou estagiar.
Este apoio consiste numa avaliação das competências linguísticas antes da mobilidade, na língua que escolher, e, em seguida, na frequência do curso online para melhorar os seus conhecimentos da língua estrangeira. No final da mobilidade, o estudante tem de realizar um novo teste de avaliação.
Os resultados obtidos nos testes de avaliação não têm qualquer impacto no processo de mobilidade.

Online Language Support (OLS)

Recomenda-se que os estudantes em mobilidade Erasmus+ possuam seguro de viagem e de saúde. No caso do seguro de saúde, pode ser utilizado Cartão Europeu de Seguro de Doença.
Caso se trate de uma mobilidade para estágio, é necessário também a existência de um seguro de responsabilidade civil e de acidentes de trabalho (cobrindo danos causados pelo estudante no local de estágio). Este seguro é normalmente oferecido pela instituição de acolhimento, caso contrário, tem de ser o estudante a subscrever.

Os estudantes em mobilidade, para estudos ou estágio, têm de remeter à Universidade  Aberta uma declaração de chegada assinada pelo instituição de acolhimento.

No caso das mobilidades para estudos, os estudantes têm de remeter à Universidade Aberta (UAb) a declaração de partida e o transcript of records (ToR) emitidos pela instituição de acolhimento.
No caso das mobilidades para estágio, os estudantes têm de remeter à UAb a declaração de estada emitida pela instituição de acolhimento e o learning agreement for traineeships (SMT) assinado pelo responsável académico na instituição de acolhimento.
Num e noutro caso, os estudantes têm ainda de preencher um relatório Erasmus+. Para o efeito, recebem uma mensagem automática no seu e-mail com um link.

Se reprovar a uma unidade curricular, fica sem equivalência na UAb. Neste caso, pode fazer as unidades curriculares nas épocas de recurso ou especial quando voltar da sua mobilidade.
Se tiver reprovado a todas as unidades curriculares durante o seu período de estudos, tem de devolver a bolsa Erasmus+ que lhe havia sido atribuída.


Ligações úteis Erasmus

 

Mais informações: Gabinete de Comunicação e de Relações Internacionais | gcri@uab.pt